Mensagem instantânea meu telefone Geek.com

A AOL e a Motorola anunciaram planos para desenvolver uma versão do aol instant messenger para Motorola dispositivos sem fio. O negócio vai fazer sem fio de mensagens instantâneas entre aol 45 milhões de usuários em potencial.

É esperado para estar disponível no início de 2000.

Joel opinião
Certamente parece que temos um serviço de mensagens instantâneas padrão nesta fase. Agora, aol 45 milhões de mensagens instantâneas do produto, com mais de assinatura de todos os dias.

Ao mesmo tempo, a Microsoft ainda está tentando entrar mais Negócios para conseguir empresas para vir para o mensageiro da casa. Quem vai ganhar? Eu gostaria de dizer que já somos o vencedor.

Eu me pergunto como muitos usuários do icq são também aol instant messenger? Talvez por isso, aol não basta combinar os dois produtos.

Eu estava em uma conversa com o Ruby chefe de tecnologia no outro dia sobre o aol triggers. Acreditava que a aol comprou a netscape como alavanca para usar contra a Microsoft. Dessa forma, se o microsoft já começa a alterar os termos do acordo com o aol, aol apenas a ameaça de utilizar o netscape como seu navegador em vez disso.

Eu não entendo muito bem o pensamento por trás possuir o navegador da empresa usando outro negócio. Eu também não entendo o propósito de possuir um separado sistemas de mensagens que não falam uns com os outros. Tenho certeza de que há um método nesta loucura, mas eu ainda tenho a ver a vantagem. Afinal, se o aol permite que o icq as pessoas falam usuários do aol não vai trazer a maior base de usuários?

É a mensagem de que a guerra? Quem sabe? Outra coisa com o serviço de mensagens instantâneas é a capacidade de bater papo e enviar mensagens para as pessoas no mesmo local. Sticky parece ser um jogador importante na arena agora. Se esse é o futuro. quem realmente precisa do aol instant messenger? Pelo caminho, o Yahoo! Contém uma grande coleção de mensagens instantâneas. Eu me pergunto quantos usuários eles têm? Alguma idéia? Me escreva no

Educar as crianças para lidar com o dinheiro também é para educá-los para o desenvolvimento de atitudes em relação a vários aspectos da vida. Em uma palestra na Escola Santi, Ana Paula Horn falou sobre os princípios da educação financeira para as crianças.

Quantos de nós não gostaria de ter aprendido mais sobre como organizar o orçamento antes de ter que fazer malabarismo para gerenciar as contas? Apesar da importância do dinheiro em nossas vidas, não dominamos as perguntas essenciais sobre você, tais como a melhor forma de gastar, quanto poupar e investir ou doar, por exemplo.

Por entender a relevância do tema na formação dos seus alunos, a Escola Santi (localizado no Paraíso, zona sul de São Paulo) convidou os pais e famílias dos alunos para uma palestra sobre os princípios da educação financeira para as crianças, com o palestrante e professora Ana Paula Horn.

Durante o encontro, o palestrante destacou a importância da educação financeira em tempos de mudança. No Brasil, a situação econômica vem para deixar para trás certos hábitos de consumo e demandas de uma nova relação com os recursos. Além disso, a tecnologia tem-se popularizado o digital moeda (dinheiro que não vemos entrando e saindo da carteira), uma novidade em relação a tempos anteriores.

 

Em face de tantas mudanças, como preparar crianças e adolescentes para o novo e o já conhecido dinâmica da vida financeira?

Ana Paula indica alguns princípios orientadores. Na base de tudo, uma diretriz clara: certifique-se de que a criança estabelecer uma relação saudável com o dinheiro. Custos de planejamento responsável e uma postura ética são pontos de partida para garantir uma relação equilibrada e um futuro financeiro estável.

De início, por exemplo, incentivar a gratidão em seus filhos. Ser grato irá ajudá-los na difícil tarefa de colocar a hora exata em perspectiva, e deve reduzir o ímpeto para tomar decisões irrefletidas. Nesse mesmo sentido, procurar desenvolver a sua paciência. Ele vai ensinar-lhes que existem ganhos financeiros são importantes para o longo prazo e que a recompensa esperada. “A paciência é o fiel da balança entre a dívida e o credor”, explica Ana Paula.

Já a ética, o cuidado e o respeito, de acordo com Horn, são fundamentais para que as crianças e adolescentes o respeito e o cuidado com o patrimônio em torno deles. Você se lembra, por exemplo, de inúmeras camadas de uniforme esquecido pela escola e em casa de amigos de seus filhos? A idéia aqui é a de que, para ensinar-lhes o valor das coisas, eles vão olhar mais cuidadoso em relação ao que eles têm e como cuidar da conservação de seus pertences.

Compreender o valor do trabalho passa por um caminho semelhante. Procuram demonstrar como a sua importância está na finalidade de realização de algo. Encorajamos você a cumprir com suas responsabilidades e de realizar suas tarefas (sejam eles da escola ou de casa) que esse senso de compromisso e propósito vai te ensinar muito. Esta não é uma questão de compensação (até porque existem restrições legais para crianças e adolescentes em relação ao trabalho remunerado), mas, sim, a atitude.

Quando os pais tratam o seu emprego como um peso, elas podem transmitir aos filhos a ideia de que o trabalho é necessariamente ruim, para dizer que ele serve para comprar coisas, pode estimular um pensamento do consumidor. Lembre-se de que o trabalho vai ser parte da vida de seu filho, e que será a sua fonte de renda e segurança financeira.

imagem19-09-2018-20-09-18 imagem19-09-2018-20-09-18[/legenda]

Ana Paula alerta: lembre-se de duas coisas fundamentais. Primeiro, dê autonomia ao seu filho. Pode ser difícil (e até mesmo assustador) para compartilhar assuntos financeiros com eles, mas esse é um exercício fundamental. Se ele conseguir dinheiro de bolso, pergunte para uma prestação de contas periódica e acompanhar o seu desempenho, mas deixe o seu filho a tomar decisões que achar mais prudente. Mesmo se eles não são o ideal, este é o momento em que ele pode cometer erros e aprender a partir de suas escolhas.

E tenha sempre em mente: os pais são espelhos para os filhos. Assim, dar um bom exemplo. Cuidar de suas finanças em uma ética, saudável e equilibrada, que uma boa parte do trabalho que será feito.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*