Sete mortos em grego incêndios florestais raiva fora de controle Mundo | News | The Guardian

.

Pelo menos sete pessoas morreram tentando escapar de incêndios florestais em fúria fora de controle perto da capital grega Atenas.

Uma testemunha viu pelo menos quatro mortos em uma estrada na comunidade de curral de cerca de 29 km (18 milhas) a leste de Atenas na segunda-feira. O destino turístico popular destruído um movimento rápido do fogo que começou às 5 p.m. horário local.

Uma das vítimas estava em outro carro sob controle, disse a testemunha. Duas pessoas morreram em uma motocicleta, no que parece ser o tráfego indo para o porto seguro da praia.

 

 

 

 

Facebook

Twitter

Pinterest

Bombeiros e soldados tentam extinguir um incêndio queima na cidade de Rafina, perto de Atenas. Foto: Kostas Baltas/Reuters

Existem vários relatos de pessoas desaparecidas, incluindo quatro turistas da Dinamarca. Pelo menos 56 pessoas ficaram feridas, agentes de saúde, disse.

Ministério da saúde confirmou mais três mortes, enquanto funcionários do governo esperava que o pedágio para subir significativamente. Autoridades gregas incentivou os moradores da zona costeira, perto de Atenas, a abandonar suas casas para o fogo se espalhar na segunda-feira o fechamento da Grécia, uma das mais movimentadas rodovias, parar os trens, o envio de plumas de fumaça sobre o capital.

Pelo final da tarde, um grande incêndio irrompeu no nordeste de Atenas. O Prefeito disse que viu pelo menos 100 casas e 200 carros foram envolta em chamas.

Primeiro-Ministro grego Alexis tsipras, corte uma visita oficial na Bósnia, disse que o governo vai fazer “tudo o que é humanamente possível” para controlar o fogo.

Autoridades de implantação de bombeiros e equipamentos de diferentes partes da Grécia para lidar com o fogo em Kineta, um pequeno resort, cidade a cerca de 54 km (35 milhas) a oeste de Atenas, na estrada é utilizada por dezenas de milhares de drivers diariamente para chegar à ilha do Peloponeso.

O mais antigo fogo chefe passou na TV de estado para atrair pessoas a deixar a região, depois de alguns tentaram ficar em sua propriedade.

“As pessoas devem sair, perto de suas casas e só. As pessoas não podem tolerar uma grande quantidade de fumaça por várias horas” Aquiles, Tzouvaras. “Este é um caso extremo.”

Um vento forte sacudiu o imponentes paredes de chamas, estendendo-se a largura de quatro milhas (6 km), perto de Kineta, disseram autoridades locais. Dezenas de casas que tinham sido danificado ou destruído devido a um incêndio. Algumas famílias utilizam mangueiras d’água, em uma tentativa para apagar incêndios, enquanto a polícia ajudaram na evacuação de algumas áreas.

O principal de Atenas para Corinto estrada é uma estrada de duas rotas para a península do Peloponeso, foi fechado e os serviços de trem cancelado.

Grassa em todas as partes do hotel atenas, o delta da Guerra do Golfo, os caminhos da floresta de pinheiros, e era visível a quilômetros de distância. Uma nuvem de preto e laranja, fumo pairava sobre a colina da Acrópole e o Parthenon, templo em Atenas, na tarde de segunda-feira.

Grande onda de calor: a partir de Argélia para o Pólo Norte. Mas qual é a razão?

Leia Mais

 

O inferno começou com um vale nas montanhas que fazem fronteira em Kineta, que é o mais popular estância na cidade entre os Atenienses.

A leste de Atenas, e mostrou imagens ao vivo do grossas colunas de fumaça pairava baixo sobre o barranco, com uma população de pelo menos 20, 000 e densa vegetação.

“Eu, pessoalmente, vi pelo menos 100 casas em chamas”, disse evangelos Bournous, Presidente da câmara municipal de Rafina-Pikermi área. “Eu vi com meus próprios olhos, é um verdadeiro desastre.”

Os incêndios florestais são comuns na Grécia no verão, mas no inverno, a Universidade criou barril de pólvora condições.

Dezenas de pessoas morreram quando acionado eclodiu dias atrás através do Peloponeso, em 2007. Em novembro passado, mais de 20 pessoas morreram em enchentes na área de Mandra perto de Kineta.

  • Vostok 2018
    Vostok 2018

    (www.kremlin.ru/Wikimedia Commons)

    “There is a risk of imminent, the next war blast”. Who said that, not Nostradamus, nor any prophet film apocalyptic. The owner of the government is the state of Santa Catarina with Rio tone Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos, or as the Brazilian nation knows cable Daciolo. A member of Congress who is fighting in the presidential election by the ruling party patriots uttered this sentence in the discussion this Sunday (30), as shown by the record.

    But this imminent danger will it be? For Daciolo, he goes by the name of Vostok-2018. “Russia and China do to participate in the war against the United States,” said the candidate. According to him, Gross Domestic Product (GDP) the world has reached to the extent that, without the need to where can grow the two countries in the formulation of a plan to kill millions.

    “There are now on the internet, you can call me crazy but just look at this event Vostok-2018,” continued Daciolo already in the end of the debate the last before the first corner. The people were the same. There was a peak in searches of Google about this topic at the time of the program. Have the cable facing the hills with the alert?

    New URSAL

    Daciolo also responsible for working already the classical theory of URSAL , the supposed plan to unite all the countries of Latin America in one communist dictatorship.

    Unlike utopian socialism, the Vostok-2018 there already. But it actually refers mega military exercises conducted by Russia between 11 and 15 September, the largest in its history. Home car received this name because in Russian “Vostok” means East region of the country where the actions were concentrated.

    In more than 300 thousand soldiers and 36 thousand tanks were deployed for the exercise, which serves both the preparation of the troops, symbolic, show of force, sovereignty, political geography. All three branches of the Russian military were involved: the Army, Navy and Air Force.

    For the first time other countries joined in the “joke”: the Armed Forces of China and Mongolia, at the invitation of the president of Russia, Vladimir Putin, also participated in the Vostok-2018. According to the British newspaper Daily Express , the operation was carried out in nine areas to choose three of the sea – the sea of Japan, the Bering Sea and the sea of Okhotsk.

    Mapa Vostok 2018
    map of Vostok 2018

    the countries involved in the Vostok-2018, and the location of the sea in that some of the maneuvers

    Countries involved in the Vostok-2018, and the location of the sea in that some of the training exercises took place (Article/Superinteressante)

    Nothing new under the independence

    Although alert Daciolo, exercises such as this even repetitive like the memes that are created with political and after your application. It started in the 70’s, when it was the Soviet Union (the Cold War) still stands.

    In 2017, the data from this type of attention also. A partnership between the armies of Russia and Belarus (which was part of the Soviet Union), which happens every four years, has resulted in this event called Zapad-2017. Home car happened close to the borders of the European Union, which country is not a part, has generated diplomatic tensions.

    Don’t let the cable to be sad, adding: NATO (North Atlantic Treaty Organization) on the side. Military alliance formed by the United States and Western Europe after the Second World War, and condemns such exercises. The implementation, of Russia, make it, promotes global instability. We just hope that the candidate does not discover that the next discussions.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*